cannabis sativa
A província de Manica lidera as estatísticas de produção da “cannabis sativa”, droga também conhecida por “soruma”, com mais de 94 por cento das apreensões efectuadas pela Polícia da República de Moçambique (PRM), em 2011.

Em 2011, foram apreendidos no país cerca de 32 toneladas de “cannabis sativa”, sendo que 94,2 por cento são atribuídos à província de Manica, que fez explodir a produção desta droga de de pouco mais de três toneladas em 2010.

Ainda em Manica, segundo o Director Nacional do Gabinete de Prevenção e Combate à Droga, Alfredo Dimande, foram destruídas 200 machambas de “soruma”, na sua maioria no distrito de Guro, considerado o maior produtor e onde os camponeses de Calombolombo escondem esta droga nos seus campos agrícolas.

Alfredo Dimande informou ainda que, durante o ano de 2011, foram apreendidos 4,690 quilogramas de cocaína, contra os 3.776 do ano anterior, o que representou um aumento na ordem de 24,2 por cento.

Relativamente a haxixe, estatísticas apresentadas há dias, em Cafumpe, no distrito de Gondola, no decorrer da VIII Reunião do Gabinete Central de Prevenção e Combate à Droga, revelam terem sido apreendidos 48,055 quilogramas, contra 10.015 do ano de 2010.

Para além das drogas habituais, nomeadamente, “cannabis sativa”, cocaína, haxixe e heroína, segundo a fonte, foi feita, em 2011, a apreensão de 37,5 quilogramas de efedrina e 0,440 quilograma de mandrax, o que sugere ser prenúncio, tendo em conta as quantidades referenciadas, de tentativa de produção de anfetaminas, no país, com recurso a laboratórios clandestinos.