Etão já em curso as obras e construção das infra-estruturas inseridas no projecto de irrigação do vale do rio Save, norte da província de Inhambane, para a exploração das potencialidades agro-ecológicas da região.
O projecto que compreende a construção de dois sistemas de irrigação, sendo um na região de Paunde, no distrito de Mabote, com a capacidade para irrigar mil hectares e outro em Chimunda, no distrito de Govuro, com a mesma capacidade, visa aumentar os índices da produção agrícola, com destaque para as culturas de arroz, milho, feijão-nhemba, batata-reno e hortícolas.

As obras da construção dos sistemas hidráulicos serão lançadas ainda este ano, depois da conclusão do reassentamento da população que neste momento vive no raio antigido pelo projecto no distrito de Govuro.

Esta informação foi prestada sábado, pelo governador da província, Agostinho Abarcar Trinta, ao Presidente da República, Armando Guebuza, no inicio da presidência aberta e inclusiva a  Inhambane.

Segundo o governador, para a instalação dos dois sistemas, já está em curso a construção de infra-estruturas necessárias para o reassentamento das pessoas que serão transferidas do perímetro do regadio de Chimunda para outras zonas do distrito de Govuro.

No total são 15 casas na fase conclusiva, sendo quatro de tipo III, uma do tipo 1. Trata-se da primeira fase do reassentamento da população deslocada de Chimunda para Djenga, arredores da vila da Nova Mambone.

Entretanto, na implementação do seu Plano Económico Social (PES), a província alcançou 102,1 por cento, uma cifra que corresponde a um crescimento económico na ordem 9.7 por cento, superando deste modo, o previsto no plano estratégico da província, que indicava cerca de oito por cento de realização. Com efeito registou um aumento na produção global de 5.520,93 para 5.637,08 toneladas de produtos diversos.

Dados divulgados na segunda sessão extraordinária do Governo Provincial indicam que tendo em conta a última safra agrária 2010/2011, que produziu 1.929.340 toneladas de produtos diversos, a segurança alimentar na província está garantida até às próximas colheitas, pois as necessidades reais da população de Inhambane, por ano, situam-se em 727.730 toneladas de produtos.

Não obstante a estes avanços, segundo o Presidente da República, durante o comício popular na localidade de Urene, a província de Inhambane ainda tem constrangimentos que devem ser removidos para melhorar as condições de vida da população.

Todavia, Armando Guebuza mostrou-se satisfeito quer durante o comício de Urene quer no encontro com o Governo Provincial, por aquilo que considerou “chegada dos primeiros sinais de desenvolvimento na província de Inhambane”.

Guebuza disse que quanto mais trabalho colectivo for feito, e de maneira organizada, sobretudo com a participação da população, maior compreensão haverá do nível das realizações concluídas e o seu respectivo impacto assim como das dificuldades que persistem.

Ontem o Chefe do Estado trabalhou no distrito de Inharrime, tendo orientado um comício popular na localidade de Dongane, onde igualmente além de dirigir um encontro com o comité de círculo da Frelimo, visitou a florestal comunitária local.

Hoje, o Presidente da República escala o distrito de Massinga.