Início Sociedade SENAMI retém 23 imigrantes ilegais em Tete

SENAMI retém 23 imigrantes ilegais em Tete

As autoridades moçambicanas retiveram 23 imigrantes ilegais num parque de estacionamento a aguardar por um transporte em Tete, no centro do país, disse à Lusa fonte do Serviço Nacional de Migração (Senami).

O grupo de homens, com idades entre 18 e 46 anos, foi localizado e retido através de uma denúncia, na noite de domingo, na cidade de Moatize, disse Amélia Direito, porta-voz do Senami em Tete.

Os 23 imigrantes, dos quais 18 são paquistaneses e cinco bengaleses, “não tinham visto de entrada e nem efetuaram o movimento migratório”, referiu Amélia Direito, acrescentando que o grupo vai ser repatriado.

Os imigrantes eram oriundos do Malawi e seguiam para a África do Sul, avançou a porta-voz.

De acordo com dados avançados à Lusa pela porta-voz do Senami, um total de 2.520 estrangeiros foram repatriados desde Janeiro por várias irregularidades migratórias em Tete.

De entre os repatriados, a maioria era de nacionalidade paquistanesa, etíope, malauiana e bengalesa e tinham, maioritariamente, a África do Sul como destino.

Moçambique é ponto de trânsito de milhares de migrantes que anualmente atravessam as fronteiras para tentar chegar à África do Sul, uma das maiores economias do continente africano.

Artigo anteriorDetetada nova variante do coronavírus na África do Sul
Próximo artigoObiang defende-se de acusações de detenções arbitrárias de migrantes