O Laboratório de referência na testagem de casos da tuberculose na região norte do país, instalado no Hospital Central de Nampula (HCN), foi acreditado recentemente com padrões internacionais de qualidade, nos exames da doença, por entidades especializadas através do Instituto Português de Saúde (IPS).

A certificação que é a primeira que acontece de um laboratório clínico fora de Maputo acaba de ser anunciada em conferência de imprensa dada pelo responsável de análises clínicas e testagem da Covid-19 naquele hospital, Manuel Lázaro, que considerou a acreditação como um valor acrescentado.

A acreditação do laboratório que é resultado da organização institucional, preparação e afectação de técnicos, implementação de um sistema de gestão de qualidade e adopção de uma cultura de qualidade, acontece depois de o mesmo ter sido beneficiado de uma reestruturação profunda, em meios humanos, materiais e instalação de novo equipamento com tecnologia de ponta.

“A partir de agora nós reunimos o padrão de qualidade internacional. Estamos em condições de ombrear com outros laboratórios congéneres do país e do mundo, quer dizer, todo o dossier dos resultados que saírem do laboratório de referência de testes de exames de tuberculose do Hospital Central de Nampula, para qualquer país que reconhece o sistema de gestão de qualidade, ele não precisará de repetir o exame desses resultados”, explicou.

Antes da reestruturação do laboratório, por dia eram examinadas 48 amostras de tuberculose por cada ciclo, mas com a conclusão do processo, os testes subiram para 92, fazendo com que a capacidade global de exame diário do laboratório atingisse pouco mais de 500 amostras, das províncias de Nampula, Cabo Delgado e Niassa.

Contudo, a fonte revela que esta capacidade foi reduzida depois da eclosão da pandemia de Covid-19, na província de Nampula, pois implicou que o laboratório partilhasse o mesmo equipamento e espaço para a testagem dos casos da pandemia.

Manuel Lázaro afirmou que a acreditação do laboratório com padrões internacionais de qualidade, é fruto do apoio dado pelo Ministério da Saúde, Instituto Nacional de Saúde, governo provincial através da direcção de Saúde e a própria direcção do Hospital de Central Nampula.