O Ministro da Saúde, Armindo Tiago, considera haver uma tendência crescente de relaxamento no cumprimento das medidas de prevenção da pandemia do novo coronavírus em quase todas as províncias do nosso país.

Trata-se das medidas, segundo ele, inicialmente introduzidas com muito rigor no mês de Março depois de ter sido decretado o estado de emergência, tal como é o caso da lavagem correcta das mãos, o uso de forma adequada da máscara facial, e o distanciamento físico entre as pessoas.

O titular da pasta de saúde, fez esta breve análise, segunda-feira em Malema, província de Nampula, a quanto do lançamento da campanha de tratamento profiláctico da malária que deve abranger 70 mil crianças dos três a cinquenta e nove meses de idade dos distritos de Mecubúri e Malema nesta província do país.

Em termos teóricos no dizer o governante, a situação da Covid-10 em Moçambique nos últimos meses tem estado a ganhar uma ligeira estabilidade embora com algumas flutuações, onde a situação mas graves do aumento de casos positivos tem se registado na grande área metropolitana de Maputo.

“Aqui nós temos quase diariamente acima de 60 por cento dos casos registados da Covid-19 são da província ou cidade de Maputo” lamentou Tiago.

Na análise dos dados feita pelas autoridades de saúde, conforme avançou o ministro Tiago, provavelmente Moçambique atingiu o pico de transmissão de casos do novo coronavírus entre os meses de Setembro e Outubro.

“Eventualmente agora estamos de forma lenta numa fase descendente da curva da epidemia” sublinhou Tiago. Face a época chuvosa que se avizinha, o ministro precisou que não é tarefa exclusiva das autoridades de saúde ficar preparado, mas sim uma missão e responsabilidade de todas as pessoas.