Moradores da Vila Olímpica, na cidade de Maputo, apresentaram reclamações sobre condições precárias ao ministro das Obras Públicas e Habitação, João Machatine. Após ouvir as inquietações o governante garantiu solucionar os problemas.

Passam já sete anos que o Governo disponibilizou pouco mas de 600 habitações para jovens e funcionários públicos após a realização, em 2011, dos décimos jogos africanos, na cidade de Maputo.

A Vila Olímpica do Zimpeto alberga hoje mais três mil pessoas e é o primeiro projecto habitacional de referência em Moçambique, tendo sido, por isso, merecido a visita do ministro das Obras Públicas Habitação e Recursos Hídricos Osvaldo Machatine.

O governante foi confrontado no local com problemas que os moradores da Vila enfrentam no seu dia-a-dia. O ministro reconheceu os problemas levantados pelos moradores e avançou com algumas soluções imediatas.

Entretanto Machatine diz que era possível resolver muitos problemas, caso alguns moradores pagassem as dívidas que têm com o Fundo para o Fomento de Habitação

O Governo previu, na altura da concessão das casas, que as receitas da Vila Olímpica do Zimpeto deveriam ser usadas para a construção de habitações de baixo custo e com facilidades de pagamento para jovens e funcionários públicos.

O País