Uma explosão em uma catedral na ilha de Jolo nas Filipinas matou ao menos 20 pessoas e deixou outras 81 feridas, de acordo com a polícia. Entre os mortos estão 15 civis e cinco soldados. Entre os feridos estão 14 soldados, dois policiais e 65 civis.

Autoridades de segurança disseram que a primeira bomba explodiu perto da catedral de Jolo durante a missa de domingo, seguido de uma segunda explosão fora da catedral, o que levou as forças do governo a responderam o ataque.

A ilha de Jolo tem sido perturbada pela presença de militantes de Abu Sayyaf, que estão na lista negra dos Estados Unidos e das Filipinas como organização terrorista por causa de bombardeios, sequestros e decapitações.

Metrópoles