Um autocarro com 65 passageiros que saia de Quelimane para Beira despista e capota no distrito de Gorongosa, na tarde da última segunda-feira.

O acidente de viação matou três pessoas que seguiam no autocarro, entre estas uma criança de cerca de dois anos e sua mãe, e um outro passageiro.

O acidente que ocorreu concretamente no rio Mucosa, há cerca de 20 quilómetros da vila sede do distrito de Gorongosa, provocou ferimentos em 37 pessoas dentre os quais ligeiros e graves, e, envolvia um autocarro da Nagi Investimentos. Os feridos foram transportados numa viatura mobilizada pela administração local para o centro de saúde de Gorongosa, onde estão a receber tratamentos médicos.

De acordo com o administrador daquele distrito, Manuel Jamaica,  as causas do acidente podem estar relacionadas com o excesso de velocidade. O Motorista, que reponde pelo nome de Amisse Mussa, de 48 anos,  no contacto que manteve com as autoridades alegou falha mecânica, facto que supostamente, o impossibilitou de controlar a viatura naquela descida seguida de uma ponte.

Contudo,  os passageiros referiram que o motorista seguia a alta velocidade e que vezes sem conta foi apupado pelos passageiros no sentido de reduzir a marcha. Aliás, o administrador de Gorongosa, que seguia na direcção contrária, cruzara com o autocarro, uma hora antes do acidente  e indicou que o mesmo seguia a alta velocidade.

O País