Sete corpos abandonados por desconhecidos foram encontrados nas matas do posto administrativo de Chinga, distrito de Murrupula em Nampula. A descoberta foi feita por populares que de imediato comunicaram às autoridades, que por sua vez autorizaram o enterro dos mesmos no local.

Ainda não se conhece a proveniência dos corpos, bem como a sua identidade ou as causas da morte. Chinga fica a cerca de sessenta e oito quilómetros da vila sede do distrito de Murrupula, num percurso por zonas quase não habitadas o que pode ter facilitado o cometimento do crime.

Os corpos foram encontrados numa mata densa que dispõe apenas de um único acesso. Dentre os cadáveres encontrados dois são do sexo feminino. Os populares residentes nas redondezas afirmaram ter ouvido um motor de um carro por volta das 23 horas e 30 minutos da passada quinta-feira.

José Manuel, um dos residentes disse à nossa reportagem que não era possível identificar a viatura que chegou a meio da noite.

“O carro não se via. Vimos só as luzes. Foram curvar ali na escola e depois foram deixar os corpos naquele mato. Eram quase 23 horas”, explicou

Um outro residente do povoado de Muarrapaz, que se identificou como Diolindo Gabriel, falou à nossa reportagem e colocou de fora a hipótese de as vítimas serem residentes locais. “Desses corpos, cinco homens e duas mulheres nenhum era conhecido a nível local”.

Ainda de acordo com os populares, os corpos, já enterrados numa vala comum por decisão das autoridades locais, não apresentavam vestígios de violência. A descoberta destes corpos criou uma situação de insegurança nos povoados vizinhos, principalmente no de Muarapaz que fica a poucos quilómetros do local e com poucos residentes. A polícia ainda não se pronunciou sobre este assunto. O distrito de Murrupula faz fronteira a norte, noroeste e oeste com o distrito de Ribaué, a sul com o distrito de Gilé (distrito da província da Zambézia), a leste com o distrito de Mogovolas e a nordeste com o distrito de Nampula. O distrito está dividido em três postos administrativos nomeadamente Chinga, Murrupula e Nehessine. Em 2007, o Censo indicou que tinha uma população de 140 311 residentes. Este distrito foi fortemente fustigado pela guerra dos 16 anos e muito recentemente registou alguns incidentes a quando dos confrontos entre as forcas governamentais e os homens armados da Renamo.

O País