Várias famílias da aldeia Manilha, no distrito da Mocímboa da Praia, abandonaram temporariamente as suas casas e fugiram para as matas depois de, alegadamente, terem visto, na quarta-feira, homens armados que vêm protagonizando ataques na província de Cabo Delgado, a circularem nas margens do rio Quinhevo.

O Administrador do distrito, Rodrigo Parruque, não aceitou gravar entrevista, mas confirmou ter recebido a informação do pânico vivido pelos habitantes de Manilha.

A situação criou um ambiente de medo no seio da população e, devido ao clima de insegurança, o governador da província, Júlio Parruque e a sua comitiva, tiveram de viajar em carros militares blindados para participar nas cerimónias do dia mundial de Florestas, que tiveram lugar no distrito da Mocímboa da Praia.

O País