A Direcção Nacional de Identificação Civil (DIC) de Moçambique anunciou ter recolhido 20 bilhetes de identidade nacionais na posse de cidadãos portugueses, zimbabueanos e nigerianos, obtidos ilegalmente no primeiro semestre deste ano.

Um comunicado de imprensa da DIC refere que os documentos apreendidos correspondem a 45 casos de cidadãos estrangeiros envolvidos em actos ilícitos na obtenção de documentação moçambicana, registados de Janeiro a Junho deste ano.

Igualmente, detectamos 177 casos de falsificação de documentos envolvendo cidadãos nacionais, maioritariamente nas províncias de Gaza, Cabo Delgado, Manica e cidade e província de Maputo, correndo seus trâmites legais nas entidades competentes“, indica a nota.

No mesmo período, dez funcionários da DIC foram alvos de processos disciplinares por envolvimento em atos de corrupção e cobranças ilícitas

Destes, um acabou sendo expulso por corrupção e cobranças ilícitas, refere a nota.

No âmbito de uma operação visando tornar acessível o Bilhete de Identificação (BI) aos cidadãos moçambicanos residentes na diáspora, a DIC emitiu 54 documentos de identificação nos EUA e 814 na Suazilândia.

A Bola

Advertisements

COMENTE PELO FACEBOOK