Vendedores ambulantes acusam a Polícia Municipal de mãos tratos em Chimoio

Vendedores ambulantes acusam a Polícia Municipal de mãos tratos em Chimoio

COMPARTILHE

Vendedores ambulantes ao nível da cidade de Chimoio denunciam maus tratos protagonizado por agentes da Polícia Municipal nesta urbe.

Trata-se de vendedores que teriam sido atribuídos espaços para comercializarem seus produtos com segurança nos mercados Feira e Zagarto, e que até então estes não se fazem aos locais alegadamente por falta de clientes.

Estes acusam a polícia camarária de estar a lhes correr nas ruas, por onde praticam suas actividades comerciais, o que culmina com a perda dos seus produtos.

Os vendedores, avançam que para além de perderem seus produtos, perdem igualmente seus valores monetários e outros bens devido a acção da polícia municipal.

A nossa reportagem se fez na manhã desta segunda-feira ao gabinete do varredor de mercados e feira para ouvir a sua reacção ao que arredondou no fracasso dada a sua ausência.

Entretanto, numa das reportagens feira a 14 de Agosto, o vereador João Laice Matabeia teria dito que a sua vereação simplesmente tem a responsabilidade de procurar espaço para que os vendedores estejam alojados e caso sai de volta as ruas cabe a vereação da segurança.

Entretanto, prometemos trazer a reacção da edilidade nas próximas edições deste canal de informação.

Abrahamo Cufa de Manica-Chimoio

COMENTE PELO FACEBOOK

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA