Suspeitos traficavam bebés em caixas de biscoitos

Suspeitos traficavam bebés em caixas de biscoitos

COMPARTILHE

As autoridades indianas detiveram 12 suspeitos de tráfico de bebés, que os escondiam em caixas de biscoitos após comunicar a sua morte aos pais, para depois os venderem para adopção.

Quatro pessoas, entre as quais três mulheres, foram detidas esta quarta-feira no Estado de Bengala, depois de na terça-feira terem sido detidos oito membros da alegada rede de tráfico, disse fonte do Departamento de Investigação Criminal de Bengala.

Na primeira operação, a polícia deteve o dono de uma clínica, um advogado, um funcionário de uma organização não-governamental, um médico, um curandeiro e mais outras três pessoas.

Diziam aos pais que o bebé estava morto e era logo traficado, escondido numa caixa de biscoitos, através da organização não-governamental“, explicou aos jornalistas o subinspector-geral do departamento de investigação, Bharatlal Meena.

Segundo a fonte, os bebés rapazes eram vendidos por 2.900 dólares, enquanto as meninas custavam metade do preço, num país onde as mulheres preferem ter rapazes e há uma prática generalizada de abortos selectivos.

A preferência deve-se ao facto de o filho perpetuar a linhagem, herdar a propriedade e cuidar dos pais, enquanto as filhas implicam o pagamento de um dote para se casarem.

Cerca de 135 mil menores desapareceram durante 2013, quando entrou em vigor uma nova lei para diminuir o flagelo.

Em 2015, o número de desaparecimento de menores diminuiu para 67.000, segundo dados da organização não-governamental Bachpan Bachao Andolan, do prémio Nobel da Paz Kailash Satyarthi.

JN

COMENTE PELO FACEBOOK

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA