Pagamento de vagas na saúde: Falsos funcionários burlam candidatos

Pagamento de vagas na saúde: Falsos funcionários burlam candidatos

COMPARTILHE

Vários candidatos a emprego na Direcção de Saúde da Cidade de Maputo foram burlados por supostos funcionários, que prometeram vagas mediante o pagamento de valores monetários.

Até então são conhecidas quatro pessoas vítimas dos burladores, que contam que foram contactadas telefonicamente pelos “facilitadores”, que exigiram quantias na ordem de 3 a 10 mil meticais, pagas através da plataforma electrónica M-Pesa.

Os cidadãos defraudados responderam a um concurso lançado em finais do ano passado para a provisão de vagas na função de contabilista, agente de serviço, cozinheiro e guarda. Dos 3 mil candidatos para as 70 vagas existentes cerca 2182 foram apurados à fase de exames.

O médico-chefe da cidade de Maputo, Laisson Daniel, afirma que o caso já foi apresentado às autoridades policiais para se descobrir a identidade dos autores da burla e aferir o seu vínculo, ou não, com a Saúde.

A fonte alerta que o número de defraudados pode ser maior do que o reportado na semana passada. Parte dos lesados mostra-se receosa em fornecer o número de telefone com que foi contactada pelos burladores, com excepção de dois destes.

Laisson Daniel chamou à atenção para os cidadãos se precaverem de possíveis casos de burla, uma vez que a Direcção de Saúde da Cidade de Maputo já não está a recrutar candidatos.

Aconselhamos que as pessoas que receberem estas chamadas se dirijam à Direcção de Saúde para terem uma informação credível. Neste momento não estamos a recrutar e as listas já estão afixadas. Aqueles que se candidataram já foram entrevistados e examinados, já temos a lista final”, indicou.

Até ao momento 50 vagas, das 70 disponíveis, foram preenchidas. As restantes serão ocupadas de forma gradual até ao ano de 2019, pois o sector da Saúde não dispõe de orçamento para mais admissões este ano.

Jornal Notícias

COMENTE PELO FACEBOOK

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA