Homem mata mulher à martelada para poder efectuar viagem sexual

Homem mata mulher à martelada para poder efectuar viagem sexual

COMPARTILHE

Um homem alemão matou a mulher, de nacionalidade filipina, com um martelo, esquartejando depois o corpo com uma serra eléctrica. O crime foi motivado pelo facto de a mulher não o deixar ir numa viagem sexual à Tailândia.

Irritado com a proibição, Horst Koenin, de 53 anos, matou a mulher Grace, de 37, à martelada enquanto esta dormia. Depois, cortou o corpo em oito partes e guardou-as num armazém que tinha alugado para o efeito.

Após levantar todas as poupanças que a mulher tinha, viajou para a Tailândia onde, durante 5 semanas, participou em festas com prostitutas e orgias, em noites sempre regadas com álcool. Quando o visto de turista expirou, e depois de gastar todo o dinheiro que tinha, o homem voltou para a Alemanha, onde foi prontamente detido.

Durante o julgamento, o homem confessou os crimes e contou ao detalhe como preparou tudo. Explicou que queria fazer “uma viagem excitante” e que por isso planeou tudo ao pormenor. Antes de matar Grace, Horts alugou o armazém e pesquisou na Internet “como matar uma pessoa com um só golpe na cabeça”. Também foi encontrada a pesquisa “como prevenir a decomposição” no computador do alemão. “Tinha listas feitas para garantir que corria tudo como planeado”, afirmou em tribunal.

Horst Koenig foi esta semana condenado a prisão perpétua, mas pode cumprir só 19 anos de prisão, uma vez que a lei alemã prevê que os reclusos possam ser libertados ao cumprirem 74 anos.

Cm

COMENTE PELO FACEBOOK

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA