GCCC abstém-se de acusar gestores da EMOSE

GCCC abstém-se de acusar gestores da EMOSE

COMPARTILHE

O Gabinete Central de Combate à Corrupção (GCCC) decidiu abster-se de acusar três gestores da EMOSE que vinham sendo investigados por supostas práticas de corrupção, abuso de funções e peculato.

Segundo o GCCC, finda a instrução preparatória e analisada a prova careada nos autos, concluiu-se não existirem elementos para deduzir acusação contra os arguidos pela prática de crimes de que vinham sendo indiciados.

Lembre-se, que no ano passado, o GCCC seguiu uma denúncia feita por trabalhadores da empresa a três gestores, com realce para o administrador financeiro. Trata-se de infracções como a contratação de serviços de obras de reabilitação no edifício-sede da empresa, com a finalidade de subtrair fraudulentamente fundos por meio de subfacturação; contratação de uma empresa, em regime de ajuste directo, para o fornecimento de infra-estruturas informáticas cujo pagamento foi autorizado pelo mesmo administrador financeiro, mesmo não tendo competência para o efeito, nos termos da política de investimentos da empresa.

A denúncia fazia ainda referência a uma subtracção de somas avultadas de dinheiro por parte deste, no processo de pagamento da reabilitação de uma residência da empresa, sita na cidade de Maputo; subtracção de outros montantes que se encontravam depositados em contas tituladas pela empresa num banco na cidade de Maputo; e realização de viagens ao estrangeiro por períodos superiores a 20 dias, com recurso aos fundos da empresa e na companhia de pessoas sem vínculo com a instituição.

Com vista a apurar indícios sobre a existência e autoria dos factos despoletados pela denúncia, assim como responsabilizar criminalmente os infractores, o GCCC autuou o processo de instrução preparatória, no qual foram constituídos arguidos três suspeitos. No entanto, finda a investigação, o GCCC concluiu não haver indícios de crime, pelo que se absteve de os acusar.

Jornal Notícias

COMENTE PELO FACEBOOK

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA