Adolescentes escapam a tentativa de tráfico em Nhamatanda

Adolescentes escapam a tentativa de tráfico em Nhamatanda

COMPARTILHE

Duas adolescentes, nomeadamente N. Bango e E. Simango, de 14 e 16 anos de idade, respectivamente, escaparam do tráfico graças à intervenção atempada da Polícia da República de Moçambique (PRM).

Com efeito, a Polícia desactivou um grupo de malfeitores que atraiu as duas meninas da cidade da Beira para Metuchira, distrito de Nhamatanda.

Com um indiciado detido, por sinal professor primário no distrito, a tentativa de tráfico aconteceu por via de aliciamento. Segundo contam as vítimas, que já se encontram no convívio familiar, o crime contou com a participação de um familiar.

N. Ângela Bango disse aos jornalistas que o seu tio, mais conhecido por Castigo, teria dito que ela e a amiga E. Ekaete apanhassem um semi-colectivo de passageiros para Nhamatanda.

“Longe de sabermos que nos levaria para tão longe, porque nunca fui a Nhamatanda, apanhámos o ‘chapa’ e de repente avariou próximo do rio Púnguè. Avisei o tio Castigo que o carro avariou e ele mandou um amigo dele que nos levou até Metuchira”.

A outra vítima disse que, uma vez em Metuchira, um dos elementos do grupo envolveu-se sexualmente com uma delas.

Contaram que o processo de aliciamento foi orquestrado pelo referido tio, que de vez em quando dava dinheiro à sobrinha, em valores que variam de 500 a 1500 meticais.

Nunca desconfiei que o meu tio um dia iria vender-me aos amigos”, disse N. Ângela, que afirmou nunca ter passado uma noite fora.

Contou que telefonou para a mãe, a quem deu a localização exacta do lugar em que estavam hospedados.

A PRM em Sofala, na pessoa do seu porta-voz, Daniel Macuácua, aponta que se está perante um crime de tráfico de pessoas. Ainda ontem estava a ouvir em declarações um trabalhador de uma casa de pasto de Metuchira, que permitiu a entrada de menores.

Trata-se de G. Mateus, que a jornalistas disse que não imaginava que se tratava de menores quando foram alojadas naquele complexo, que diariamente recebe tanta gente.

Daniel Macuácua disse que as autoridades estão a trabalhar para neutralizar outros integrantes da quadrilha.

Jornal Notícias

COMENTE PELO FACEBOOK

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA